Início

Sobre

Áudios

Vídeos

Contato

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Coisas da Vida - Só o amor constrói !


Estava vendo alguns livros antigos que estavam amontoados em um canto na estante quando encontrei um desses livros de contos de fadas que tem como conteúdo, princesas, príncipes, castelos, reis, ele olha prá mim e pergunta :

E ai Dió, você acredita em contos de fadas?
Sendo que respondi :

- Para com isso, você acha que eu vou acreditar nessas histórinhas prá boi dormir? Se liga, agora vai pro teu canto e não enche meu saco, com essas babaquices.
Coloquei o livro ali, fechei a estante e sai, essa curta conversa com o livro me inspirou a escrever um pouco,
você já percebeu que no período de namoro, que é o período de conhecimento, a mulher sempre acha que encontrou o seu príncipe encantado e o homem a mulher de seus sonhos? Tudo parece lindo, o céu é azul, as estrelas brilham, os pássaros cantam em um mundo aonde tudo é cor de rosa e belo.
Tem gente que acredita em “cara metade”, metade da laranja, para ser a tal da “alma gêmea” ou “cara metade” as duas “metades” deveriam se exatamente iguais, e para isso acontecer, a formação genética deveria ser a mesma, só assim existiria uma pessoa exatamente igual a outra, mas ai entraríamos no assunto de individualidade de personalidade, de alma, espírito, etc, e a coisa iria se complicar, as duvidas iriam aumentar e conversa iria tomar outros rumos e não chegaríamos a nenhuma conclusão.

O problema é você encontrar a sua outra metade da laranja e descobrir que já tem alguém chupando ela, pessoalmente acho que isso de "alma gêmea" não existe, mas cada um acredita no que quiser, tem gente que acredita em papai noel, na história do boto que se transforma em homem e traça a mulherada, mula sem cabeça, politico e por ai vai, quem sou eu para desacreditar alguém. O problema é falar isso  para um adolescente apaixonado e com os hormônios explodindo, eles ficam naquela coisa pegajosa, sem limites, sem controle, esfolando o couro, melando cueca, é o amor.
"O pior sapo é aquele que não quer ver!", a coisa vão ficando ruim quando um acha que é o dono (a), proprietário (a) do parceiro (a), escolhe as roupas que deve vestir, aonde ir, olha em qual direção, falar com quem, esse tipo de gente tem o outro como sua posse, sua propriedade, ciúmes doentio é um mau sinal para o futuro.


Nessa área afetiva, uma grande parcela dos “adultos”,  só entram em “barca furada”, quando eles se comportam como adolescentes apaixonados, ai coisa começa a feder, é merda no ventilador, e quando chega no :
Mozinho, bem, benzinho, mô, paixão, mozão, vida, vidinha, coisinha, tuc-tuc, mi-mi, chamando o parceiro (a) no diminutivo usando no máximo umas duas sílabas, fodeu.


Depois de um tempo vem :
Que "sê" qué ?, Que é?, Num enche o saco, Você não para de me chamar, Faz você, Que merda, e por ai vai, quando chega nisso a coisa começa ir de mal a pior, mas e o amor? 
Tem adultos que eu conheço que mesmo com todas experiência, parece que  ainda não aprendeu porra nenhuma e estão sempre “tomando no rego”, parece que sentem prazer em tomar e tomar.
Certas pessoas se jogam em alguns relacionamentos como se estivesse pulando de um trem em movimento e sem freios, o resultado só pode ser o esperado, quebrar a cara.
Para um relacionamento começar bem, o conhecimento mutuo é necessário e mesmo assim isso não garante nada,  você acha que em um período de namoro, ele ou ela vai se mostrar por inteiro?
Claro que não, é ai que o “bicho pega”, quando os dois começam a conviver no dia a dia, um começa a ver o defeito no outro, defeitos que não haviam percebido no período de namoro, nesse período muita coisa é escondida e outras mostradas de acordo com as conveniências, coisinhas simples como :

Fuma demais, bebe muito, vive peidando pela casa, é porco, não é muito chegado em banho, não gosta de escovar os dentes, deixa tudo largado, faz dividas desnecessárias, chega tarde em casa porque fica com amigos ou amigas, ronca, peida, quando toma banho deixa as roupas jogadas no banheiro, casa desarrumada, um não dá muita atenção ao outro, um gosta de sexo o outro não comparece, nome de amigos (as) em celular, caronas recebidas e fornecidas a amigos (as), esses “detalhes” com o passar de meses e anos vão se transformando em uma bomba atômica e um dia a coisa explode e tudo vai pra casa do cacete.
Comece desde já analisar o seu relacionamento, suas expectativa em relação a esse seu parceiro (a), e o que você espera desse seu “príncipe” ou “princesa”, depois de casado, ou mesmo depois de “juntar os trapos”.Não fique imaginando que seu sapo possa virar um lindo príncipe em um cavalo branco e que tudo ira se transformar e vocês irão morar em um castelo e tudo vai acabar como num conto de fadas, menos, a vida é um pouquinhos mais complexa do que se possa imaginar..
Reflita comigo, se Romeu e Julieta tivessem que pagar contas, aluguel, gastar com alimentos, estudos, acordar cedo para trabalhar, pegar condução lotada prá ganhar um salário de merda,  se tivesse que cuidar de crianças pequenas, aguentar chefe chato, cunhado folgado, esse dia a dia nosso, que se vive em qualquer grande cidade, será que o amor seria aquele?
Historinhas românticas de amor e paixão para se ler, assistir em cinema e dvds são bem diferentes da realidade de nosso dia a dia, de nosso tempo, será que você ainda esta a espera de um Romeu ou uma Julieta? Fique atento (a), quando for se relacionar com  o seu sapo ou a sua perereca, cuidado,  as aparências enganam e como enganam.

Dessa vez nem liguei pro João prá saber a opinião dele, esse negócio de alma gêmea, de metade,  com ele, a única metade que funciona é a metade de um limão prá fazer uma caipirinha!

Mas antes de ir quero deixar esta prá você pensar :

- O mundo dá voltas! A Parte ruim disso é que você pode encontrar o mesmo idiota outras vezes!