Início

Sobre

Áudios

Vídeos

Contato

sábado, 11 de agosto de 2012

Coisas da vida - O Jogo !


Estava eu andando pelo bairro aonde moro e ao passar em frente a uma banca de jornais avistei uma revista que me chamou atenção.
Era uma dessas revistas para quem tem pc, ela dá dicas, fala das ultimas novidades e vem com um cd junto, e no cd da revista o que mais me chamou atenção foi um joguinho para pc com o nome de "O Administrador".
É um jogo de estratégia aonde diversos personagens que moram em um edifício concorrem a eleição para síndico do prédio.
Comprei a revista e voltei para a casa, estava ansioso para jogar um pouco, chegando, fiquei a vontade, liguei meu pc e coloquei o cd para ver como funcionava o jogo, basicamente era um prédio aonde todos tinham interesse no cargo de síndico, o maior interesse dos candidatos era o salário e as mordomias que eram oferecidas ao síndico.
Cada candidato tinha as suas características e personalidade, eles deveriam através de seu convencimento, tentar receber o maior numero de votos dos moradores do prédios, eram os eleitores que iriam escolher seu representante através do voto.
Conforme você clicava na cara do candidato, aparecia todo seu histórico, tinham como candidatos ex-lutadores de boxe, ex-jogadores de futebol, religiosos das mais diversas denominações, dançarinas de tudo quanto é estilo musical, tinha também mulher que só tinha bunda, outras que só tinham peitos, ex-cantores, etc, entre eles, uma grande quantidade de artistas decadentes.

Alguns não tinham nem o ensino fundamental, apesar que no jogo, não era exigido dos personagens muito estudo, mais esperteza.
Quando cliquei na cara de um personagem que era um cão, a imagem parou e abriu uma outra tela com a seguinte mensagem :

- Cada um tem o síndico que merece, fim de jogo prá você, ouve-se uma grande gargalhada e o jogo se encerra ali!
Fiquei frustrado pela forma como se encerrou o jogo, mas quem mandou eu comprar uma revista barata e sem qualidade, afinal, a escolha foi minha e eu não deveria esperar muito de uma revista lançada por uma editora fajuta como aquela.
Olhando para a tela e vendo o cachorro rindo na minha cara, comecei a pensar nessas eleições, você reparou que aparecem muitos candidatos ex-isso, ex-aquilo saem prometendo mundos e fundos e será que essa promessas irão se concretizar?
Alguns candidatos estão tão mal informados que prometem coisas que nem da alçada deles é, o culpado disso é quem vota neles, estes sim são os mais mal informados por votarem em políticos que nem sequer sabem prá que serve o cargo deles.
Eu realmente creio que tenha muita gente séria querendo trabalhar, mas da maioria não se pode esperar muito, o que se ouve são promessas e mais promessas, afinal, em que ou em quem devemos e podemos acreditar?
Isso não acontece só aqui não, é um fenômeno mundial, aberrações tivemos e temos na Italia, ela ficou famosa por mostrar os "peitos" durante sua bem-sucedida campanha para ingressar no Parlamento italiano em 1987, agora ela esta novamente tentando voltar a política, apesar dos peitos dela não serem os mesmos.
Nos EUA um exemplo foi Arnold Schwarzenegger o governador da Califórnia, e por ai segue o desfile de ex que viraram políticos, a coisa aqui pega tal como lá.
A culpa é de quem, seria dos jovens que são contestadores e escolhem seus eleitos como forma de protesto e diante disso surgem os candidatos"estranhos, diferentes, engraçados, os que dão o que falar e viram polêmica, afinal, se vocês que estão eleitos a muitos mandatos não resolvem, vamos bagunçar.
Alguns candidatos tem em seu histórico como currículo escolar coisas como :

(sabe ler e escrever), ou (ensino fundamental incompleto), o que esperar de um representante que mal sabe ler e escrever? O que ele vai fazer lá?
Eu ia ligar pro João para saber a opinião dele sobre este assunto, mas dessa vez não tô com saco nem prá ligar pra ele, já sei o que ele vai dizer desse assunto, vou ligar a tv para ver o horário político, tô precisando rir um pouco!

Antes quero deixar esta pra você pensar :

- Não insulte a mãe do jacaré antes de atravessar o rio !