Início

Sobre

Áudios

Vídeos

Contato

sábado, 28 de maio de 2011

Coisas da vida - Crises existenciais !!!


Estava fuçando no armário da cozinha e dentro de um copo lá no fundo do armário encontrei uma vela, daquelas de aniversário, e justamente do meu aniversário, quando fiz 28 anos, ela olhou prá mim e disse:

- E ai Dió, se lembra deste teu aniversário?

Sendo que respondi :

Não me lembro não, jaz faz tanto tempo, quer saber, esquece isso, prá que lembrar dos meus 28 anos, vai acrescentar o que na minha conta bancária?

- Mas Dió, você se lembra que naquele dia...

Chega desse papo, volta lá pro copo e pro fundo do armário, outra hora a gente troca umas idéias!

Coloquei a vela lá e vim aqui para o pc para escrever um pouco, o assunto até que é interessante...


Ouve-se comentar da crise dos quarenta, crise dos cinqüenta e estão sempre inventando uma nova crise, e geralmente mulher é quem tem a preocupação de retardar o envelhecimento, e para isso tem um ditado que sempre que possível gosto de usar : “Só não envelhece quem morre antes.”

Isso tem muito a ver com a forma de se encarar o envelhecimento, tem gente que tem crise em cada aniversário que faz, com certeza, quem tem vinte anos hoje, vai envelhecer e em alguns anos ira passar por todo esses processos de crises, isso se não ficar pelo caminho.
Os primeiros sinais de que esta ficando velho é quando um adolescente ao te fazer uma pergunta te chama de tio ou senhor, se você sorriu, com certeza isso já aconteceu com você?
Uma outra forma de você perceber que o tempo anda passando muito rápido é quando você pergunta de um amigo e a resposta é :

-Você não sabia? Ele morreu coitado, e já faz anos!

E se você quiser tirar a duvida, é só perguntar de um outro amigo que não vê a muito tempo, se receber a mesma resposta, esta na hora de você colocar “a sua barba de molho”, a coisa tá ficando ruim para seu lado.
Um outro sinal que você esta ficando velho é quando você fala de um artista o qual você é fã, e de cada dez pessoas, nove desconhecem, isso é um sinal de que realmente você esta falando de coisas do passado e tem coisas do passado que é preferível esquecer.
O corpo também é um grande sensor e facilmente mostra que você não é o mesmo, o primeiro teste é o do sexo, se você não agüenta nem a saída, só quer dormir e não sente mais
tesão nenhum e você percebe que o seu amigo lá de baixo esta sempre de cabeça baixa, saiba que a coisa começa lá de baixo e vai se espalhando e espalhando e quando você vai ver, já foi.
Um outro bom exemplo é o teste da corrida até a esquina, se chegar lá bufando, com palpitações, as pernas mole e sentindo que se der mais um passo você só sai dali em um caixão, não há mais duvidas, você esta no lucro e fazendo hora extra do lado de cá .
Se você só consegue cantar musicas de décadas atrás, esta desligado do que esta acontecendo
atualmente no planeta, não consegue conviver com as novidades do mundo moderno, como celulares, computadores, não sabe nem usar um controle remoto, desses de tv, dvd, e só consegue se sentir bem usando uma antiga e ultrapassada maquina de escrever, continua mandando cartas pelo correio, adora ouvir rádio, principalmente em am (amplitude modulada), não consegue sacar dinheiro em caixas eletrônicos por achar o processo complicado demais, cuidado, o sinal esta vermelho para você.

Na minha opinião não é o envelhecer na idade física que representa estas crises tão divulgadas, você tem que acompanhar a evolução das “maquinas”, tem que se interessar pelo que acontece no planeta, tem que estar "antenado", ligado, ai sim, você vai pertencer a este seu tempo e ai as coisas com certeza ficarão mais fáceis.
Mas se você estiver fora do que esta acontecendo ao "seu redor", no seu bairro, na sua cidade, no seu pais, no planeta, essa pode ser considerada a tal crise em qualquer idade, dos vinte, dos trinta, dos quarenta, dos cinqüenta, esse vai ser um fantasma que vai te perseguir, limitando seus passos e te deixando refém de seu tempo.
Acho que o envelhecimento deveria servir como se fosse um período de reflexão, de se colocar na balança tudo que foi feito e esta sendo feito, de bom e de ruim em nossa existência, nos preparando para a viagem para o "outro" lado e fazendo com que ela seja menos penosa, mas, como sempre acontece com o "homem", ele não utilizada esse tempo para nada, evita pensar no assunto, não é com ele, e as desculpas são as mais diversas, é como sempre digo aos meus filhos :
"Os canalhas também envelhecem!".
Liguei pro João pra saber a opinião dele a respeito de tudo isso e se ele pode ser considerado um cidadão de seu tempo, se ele realmente esta antenado com o que anda acontecendo, com as novidades, ele disse:
- Dió, estou sempre acompanhando as novidades para não ficar para trás, você sabia que já foi lançada uma boneca inflável com sensores e que na hora H, ela diz :

- Te amo garanhão! Faz de mim o que quiser! Vai fundo cavalo! E muito mais!
Você pode escolher a loira, morena, mulata ou a negra, ela ainda fala mais um monte de palavras, ela rebola, pisca o olho, geme, sussurra e ainda canta o Funk das cachorras, você acha que precisa mais?

- É, esquece o que eu perguntei João, depois a gente se fala...boneca inflável...pode?

domingo, 1 de maio de 2011

Coisas da Vida - Procurando culpados !


Geralmente eu costumo colocar minhas postagens, na terça ou quarta-feira, mas esse assunto precisava ser divulgado e ai decidi escrever, mesmo sabendo que meu blog é direcionado ao humor, como nos últimos tempos essa foi a maior piada que já ouvi! Tente rir disso!
Neste domingo, eu estava fazendo palavras cruzadas, só para passar um pouco o tempo, e estava com o jornal do meu lado, a pagina de esportes me chamou a atenção e disse:
- Ei Dió, você já leu a matéria a respeito da Cohab que saiu no outro caderno? Dá uma olhada, eu fiquei com vergonha do que estava impresso ali, dá uma olhada e vê o que acha.
Agradeci o encarte de esporte e fui ler a matéria publicada no jornal a Folha de São Paulo de domingo dia 01/05/2011, caderno Cotidiano o qual dizia o seguinte :
" A gestão Gilberto Kassab (o prefeito aqui da cidade de São Paulo), veta garagens em prédios populares!"
A matéria diz que os novos prédios da COHAB - Companhia Metropolitana de Habitação, serão construídos sem vagas para garagem.
Ricardo Pereira Leite, secretário da habitação e presidente da Cohab diz que os fins das vagas tem 2 objetivos, estimulo ao transporte publico e bicicletas e reduzir custos, qual o custo de garagens em prédios populares? Vigas, um buraco e faixas no chão, uma fortuna!
São 5.500 unidades em projetos ou em obras financiadas pelo Minha Casa minha Vida e que serão construídos sem garagem.
Kassab, me responde uma coisa, que culpa tem os pobres, as pessoas com uma renda menor, que culpa elas tem desse caos que é o trânsito de São Paulo?
Kassab, o senhor não acha que esse tipo de atitude é preconceito social de sua parte e da parte de seu secretariado contra as pessoas mais humildes de nossa sociedade?
Quer uma sugestão? Por que o senhor não lança uma bolsa social oferecendo por mês um par de sapatos para cada membro de familia pobre, já que pobre não pode ter carro e como eles vão ter que andar muito a pé, isso vai ajudar muito.
Quer melhor, se o trânsito é essa merda que a gente vê todo dia, e o senhor quer achar um culpado, porque o senhor não sobretaxa os ricos que tem mais de dois carros por familia, não seria mais fácil? Não é não, né?
Do jeito que vão as coisas, o senhor, poderia construir moradias populares, sem aguá, assim não se gasta agua, sem energia, assim não se gasta energia, sem banheiro, prá que né, faz o seguinte, quando pobre nascer manda arrancar a bunda, assim não precisa se construir esgotos, ele não vai poder cagar mesmo, que tal construir tocas, e os mais pobres, os mais humildes vão morar lá, afinal pobre só atrapalha na cidade!
Isso me parece mais com preconceito social, como se a culpa do transito péssimo aqui da cidade fosse deles e não de gestões de politicos incompetentes? Porque não mandar colocar barreiras e muros separando a zona Sul do resto da cidade, deixando a circulação de carros só para os ricos, para a burguesia?
Aceita uma sugestão, começa a liberar a circulação dos veículos através dos comprovantes de salários, só o cidadão que recebe acima de 3 mil reais mensais tem direito de comprar e circular de carro, abaixo disso só a pé, de bicicletas ou em transporte publico, esse transporte maravilhoso, com seus ônibus sucateados e velhos e sem esquecer que pagamos a condução mais cara do pais, R$ 3,00 reais por viagem, será que ela vale tudo isso?
Prefeito, afinal quem paga mais impostos é a população mais pobre ou mais rica? Faz um teste, é só sair ai de seu gabinete, pegar uma bicicleta e circular com ela nessas regiões mais pobres, aquelas aonde esses prédios estão sendo construídos sem estacionamento, ou então venha passear "em seus ônibus" nessas regiões e sinta a maravilha que é, como é confortavel, é como se estar na Suissa, na Dinamarca, é tudo de primeiro mundo.
Me diz prefeito, se o pobre, sem garagem e sem carro tiver que levar seus doentes ou tiver alguma emergência e precisar de um transporte, como faz? Talvez devesse ser levado de bicicleta, ou de ônibus, ou a pé, porque em geral essas construções são distantes de tudo.
Qual das opções o senhor acha que é melhor, qual delas o senhor utilizaria se tivesse que transportar um doente ou uma pessoa que precisasse de atendimento de emergência?
Isso é uma vergonha nacional, imagine se a moda pega? Culpar os pobres pelo trânsito, pelo apagão aéreo, por obras atrasadas, pelas enchentes, pela fome, pela miséria, pela má administração do dinheiro publico etc, aqui em uma das maiores cidades do planeta temos que ouvir e ver uma coisa dessas, um preconceito social tão na cara, se não é isso, como podemos chamar tal atitude? Nascer pobre em um pais de terceiro mundo é foda.
Seu prefeito, uma coisa me deixa com a consciência tranquila, na eleição que elegeu o senhor, meu voto você não recebeu, graças a Deus, senão nem dormiria mais, pensando no erro que cometi.
Eu queria uma segunda opinião, e pensei em ligar para meu amigo o João, aquele, a respeito desse assunto, mas, talvez o que ele pense a respeito seja impublicavel, e eu tivesse que colocar muitos palavrões, isso não cairia muito bem.
Pensando melhor, nenhum palavrão seria tão vergonhoso quanto esse preconceito social, é ou não? Melhor deixar o João sossegado !
Vergonha !!!