Início

Sobre

Áudios

Vídeos

Contato

sábado, 22 de outubro de 2011

Coisas da vida - Filhinhos de papai!

Estava aqui "trocando uma idéia" com a minha coceira no saco e "monologavamos" a respeito dos filhinhos de papai que andam circulando por ai, a coceira foi um tanto evasiva em suas resposta e deixou muitas perguntas minhas sem respostas.
Estava dizendo a ela das desgraças ocasionadas por esses jovens sem limites, estupros, brigas, atropelamentos, mortes e por ai segue o desfile de desmandos ocasionados por eles.
Esses "papais" geralmente só estão preocupados em enriquecer, a família e o resto fica para depois.
Esses "papais" estão sempre deixando a desejar em casa, deixando a desejar no relacionamento familiar e na educação de seus "filhinhos"lindinhos e fofinhos e também no relacionamento com amigos e funcionários de suas empresas.
Na função de pai, desde que seus "filhinhos" o deixem em paz para enriquecer, tudo pode meu "nenem", e o resultado não poderia ser outro.
Tem uns "filhinhos de papai", mais filhinhos que outros, por outro lado temos o outro extremo aonde temos os "filhinhos sem papai", largados, abandonados de carinho e atenção e que ficam a margem da sociedade e que também cometem todo tipo de desmandos.
As desculpas são as mesmas do outro "papai riquinho", não tem tempo, trabalha muito para enriquecer cada vez mais, são os extremos com as mesmas desculpas, enfim, colocam filhos no mundo e largam para a sociedade cuidar.
O filhinhos lindo do papaizinho burguês que acha que tudo pode e o miserável que por achar que não pode nada, parte para a criminalidade achando que esse é o único caminho, e a pergunta fica no ar, até quando teremos uma sociedade de extremos?
É preciso e necessário equilibrar essa balança, pais, vocês tem que se preocupar mais com seus "filhinhos", a idade vai chegar e você vai cair nas mãos desses filhos sem limites e a vitima vai passar a ser você!
Preocupado com este assunto e na dúvida, a unica saída é ligar para o João, o telefone toca, toca e toca e depois de muito tocar ele atende:

- Alô, quem é ?

- Sou eu João o Diógenes!

- Quem?

- Porra João, sou eu o Diógenes!

-Há, o que foi dessa vez? Tô cagando!
-Estava aqui monologando com a coceira no saco, e queria saber a sua opinião a respeito dessa desigualdade na sociedade, esses problemas causados pelos filhinhos de "papai" os riquinhos e os pobres que são os filhinhos sem "papai", o que você acha disso?

- Cara, relaxa, você não vai solucionar os problemas do mundo, que se foda o mundo e todos os filhinhos das "putas", os que são largados e que não tem atenção dos pais que estão preocupados com seu rico dinheirinho, ou os que são abandonados a própria sorte, o que poderíamos fazer para mudar isso, se quem deve fazer algo nem liga?
Só podemos lamentar e lamentar, não podemos ser as babás de nossa sociedade hipócrita, quando matam os pobres os favelados e os negros, a sociedade esta cagando e andando para isso, que eles se fodam, mas, quando isso acontece com gente importante, aonde tem televisão, divulgação, "dinheiro", ai sim eles dão atenção.
Quem sabe eles vendo que não é só filho de pobre, favelado e negros que morrem, eles decidam mudar alguma coisa!
Agora me liga depois que "tô" aqui dando uma cagada federal, tipo bosta chiclete, aquela que gruda e não larga, aquelas que fedem vômito de bêbado, manja? O pior é que acabou o papel e tenho que limpar a bunda com papel de pão, aqueles do tipo espelhado, a coisa tá feia, a minha unica preocupação agora é como vou fazer para limpar a bunda.
"Sê" precisa ver, tô com o rabo assado de tanto esfregar essa porra de papel, o papel já arrancou um monte de pelos do meu rego, agora quebra essa, o papel rasgou e eu tô com as unhas cheias de merda, a gente se fala depois !